Arquivo

Posts Tagged ‘Aquário’

Montando um aquário de forma incorreta

A montagem de um aquário ou, até mesmo o aquarismo em geral, requer um certo censo de responsabilidade com a fauna e flora afinal de contas um aquário é um pedaço de natureza dentro de um ambiente fechado e pode ser um eco-sistema perfeito ou um verdadeiro desastre. Confira no vídeo um aquário que foi montado de forma absolutamente errada.

 

Note que pelo visto trata-se de uma aula dirigida para crianças, mas não houve nenhuma preocupação com detalhes como ciclagem do ambiente, adaptação e introdução dos peixes, etc.

Imagine o que irá acontecer com aqueles alunos que irão ingressar no mundo do aquarismo depois desta aula. Lamentável, não?

Lembre-se, aquarismo sempre com responsabilidade!

Tags:

Como montar seu aquário

Uma breve descrição dos primeiros passos para você montar seu primeiro aquário de água doce e obter sucesso com o seu mais novo hobby.

Instalação

Escolha um local liso, plano, em nível e longe dos raios diretos do sol. Evite áreas com muita trepidação. Observe a sustentação do aquário (móveis) e a condição do piso, principalmente se o aquário for de grandes dimensões.

Montagem

Lave todos os acessórios com água corrente (nunca use sabão) antes de introduzi-los no aquário. Monte o sistema de filtragem. Não se esqueça de usar um anti-cloro sempre que introduzir água no aquário, pois o cloro queima as guelras e mata os peixes em minutos.

Sistema de filtragem

Escolha o sistema de filtragem levando em consideração o tipo de aquário, número e espécies de peixes e a disponibilidade de tempo para manutenção. Um bom sistema de filtragem que efetue filtragem biológica, química e mecânica deve ser escolhido. Todo aquário recém montado, deverá antes da introdução de qualquer peixe, passar por um período de estabilização mais conhecido por ciclagem.

Aeração

É a penetração de ar no aquário através de pequeninas borbulhas saídas de uma pedra porosa ou de tubos perfurados ligados a uma pequena bomba de ar (compressor). Esse processo mecânico e artificial propicia uma série de vantagens: provoca o aumento da taxa de oxigênio; expulsa para a superfície gases mais pesados como o CO2; uniformiza a temperatura através do movimento da água, evitando zonas mais frias no fundo e zonas mais quentes junto à superfície, permitindo também a circulação por todo o aquário dos nutrientes à vida das plantas aquáticas.

Plantas

A escolha de plantas deve ser feita com bastante cuidado. Cada planta possui necessidades específicas como: temperatura, fertilização e uso de substrato fértil, CO2, iluminação.

Decoração

Cuidado com objetos pontiagudos, pois estes poderão ser fontes de problemas ao machucar os seus peixes. Pedras, troncos, cascalhos, areia, plantas artificiais e outros objetos de decoração devem ser bem escolhidos de acordo com os peixes que irão habitar seu aquário.

pH

Devemos efetuar medições periódicas do pH usando teste próprio, para que possamos manter o padrão da água o mais próximo do habitat natural, e sem variações significativas, pois o acúmulo de restos orgânicos (fezes e alimentos por exemplo) favorecem a diminuição do pH, e determinados acessórios (conchas, pedras, troncos, etc) podem alterar estes parametros. Caso necessite, corrija o pH com produtos próprios conhecidos como Alcalinizante e Acidificante.

Temperatura

Para aquários de água doce a temperatura média ideal varia entre 22 e 30ºC. Nunca devemos submeter os peixes a variações muito bruscas de temperatura, pois o “choque térmico” pode ser letal. É aconselhável colocar um termômetro no aquário para poder conferir a temperatura da água. Recomenda-se, caso necessário, o uso de um bom termostato para locais onde o frio seja intenso.

Iluminação

A iluminação é um fator importante, não só pelo aspecto ornamental, como também para o desenvolvimento das plantas naturais. Calcula-se, aproximadamente, 1 watt para cada litro de água, sendo que devemos considerar a profundidade do aquário, o tipo de lâmpada e a distribuição da iluminação no aquário. Deve-se tomar o cuidado, pois alguns tipos de lâmpadas acabam aquecendo o aquário.

Alimentação

Alimentar em pequenas porções, o suficiente para que o alimento seja consumido em 5 minutos, 2 a 3 vezes ao dia. A importância da escolha de uma alimentação de boa qualidade, com alto nível protéico, é a de que a boa nutrição dificulta o aparecimento de doenças, mantendo boa a defesa imunológica dos peixes. Excessos de alimento não são recomendados, pois acabam somente poluindo o aquário.

Manutenção

Verifique com freqüência os materiais filtrantes do aquário, efetuando a troca e/ou limpeza necessária. Efetuar trocas regulares de parte da água, sifonando o fundo, auxilia na manutenção. Não se deve efetuar limpeza muito profunda no aquário e em especial no sistema de filtragem.

Medicamentos

O uso de medicamentos deve ser feito em aquário próprio, chamados de aquário hospital, observando as instruções do fabricante. Mantenha sempre o tratamento pelo período indicado. Neste tipo de aquário não deve ser utilizado o carvão ativo no sistema de filtragem, para que o mesmo não inative o medicamento. Na troca de água, reponha a quantidade de medicamento indicado na reposição de água.

A escolha dos peixes

A hora da escolha dos peixes é talvez a hora mais importante para o equilíbrio do nosso aquário, pois devemos ter o cuidado de introduzir peixes saudáveis e de comportamento compatível com os outros serem do aquário, Observe o comportamento do peixe na loja, a sua cor, o brilho, a integridade, o seu nado. Todo peixe que adquirimos, antes de introduzir o mesmo em nosso aquário junto aos que lá já habitam, deve passar um período sob observação em um aquário próprio chamado de “aquário de quarentena”.

Observações

Observar sempre o nado, comportamento geral e apetite dos peixes é o único modo de detectar o início de qualquer doença ou alteração fisiológica no peixe, alertando para a necessidade de verificar parâmetros de qualidade da água, tais como: pH, níveis de amônia e nitrito, temperatura, dureza; como o surgimento de alguma doença, necessitando o uso de medicamentos. Tenha em mente que um aquário é um meio em equilíbrio, e não devemos introduzir medicamentos nele, salvo em extremas necessidades, fazendo a aplicação de medicamentos em aquários próprios.

Tags: