Início > Alimentos vivos > Alimentos Vivos – Microvermes de aveia

Alimentos Vivos – Microvermes de aveia

Pequenos vermes nematóides, de forma cilíndrica, translúcidos, com tamanho entre 1 e 3mm, ricos em proteínas e gordura, são excelentes para alimentar alevinos de peixes face seu tamanho.

 

Nome científico

Alguns sites o descrevem como Anguillula silusiae (sinônimo: Panagrellus silusae), enquanto que outros descrevem este como sendo o verme do vinagre. Por falta de conhecimento e falta de resultados precisos nas pesquisas que realizei, irei abster-me de descrever o nome científico correto evitando assim repassar uma informação incorreta.

Adiante, a título de curiosidade, segue uma pequena relação de nomes científicos que encontrei de microvermes usados com freqüência no aquarismo.

  • Anguillula acetiglutinis (sinônimo: Leptodera oxophila)
  • Anguillula rediviva (sinônimo: Panagrellus redivivus)
  • Anguillula redivivoides (sinônimo: Panagrellus redivivoides)
  • Anguillula silusiae (sinônimo: Panagrellus redivivus)
  • Anguillula terrestris (sinônimo: Teratocephalus terrestris)
  • Anguillula zymosiphilus (sinônimo: Panagrellus redivivoides)

 

Cultivo

A forma mais comum de cultivo deste microverme é no mingau de aveia. Para isso você irá precisar de:

  • Aveia (pode ser a de flocos finos ou de preferência a farinha de aveia;
  • Água isenta de cloro
  • Cultura inicial (start)
  • Recipiente para armazenar a cultura (pote de sorvete)

Em uma vasilha ou copo misture a aveia com água até formar uma mistura homogênea. Não muito rala e não mais densa que um creme dental. Aguarde alguns minutos até que a aveia absorva o máximo de água e depois adicione um pouco de microvermes obtidos de outra cultura previamente existente. Transfira todo o conteúdo para o recipiente definitivo e aguarde alguns poucos dias até a cultura se reproduza.

Use uma quantidade de aveia que seja suficiente para obter uma mistura que fique com aproximadamente 1cm de altura no recipiente de cultivo. Não é necessário mais que isso, tendo em vista que os microvermes se acumulam na superfície deste mingau.

Refazer os procedimentos acima sempre que notar que a produção da cultura venha a cair ou então quando esta apresentar uma coloração escura com cheiro forte e se tornar muito aquosa.

Estes microvermes também são cultivados em outros métodos por diversos criadores, entre alguns podemos citar o cultivo no fubá de milho ou em fatias de pão umedecidas em água.

 

Coleta

Sempre faça a coleta dos vermes que se encontra alojados na parede do recipiente. Estes se encontram isentos de aveia.

O ideal seria que os microvermes, antes de serem servidor aos peixes, sejam enxaguados com água para retirar o excesso de sujeira. Mas a grande maioria dos aquaristas não utiliza este procedimento servindo o coletado diretamente aos peixes.

Para coletar você pode usar um cartão plástico ou então um pincel fino.

Cuidado com a quantidade a ser servida para não poluir o aquário.

 

Dicas

A temperatura ideal para manutenção de culturas de microvermes é entre 20 e 26°C. Em temperaturas inferiores, a reprodução é extremamente lenta e em temperaturas superiores ocorre a aceleração da colheita bem como a vida útil se torna mais curta.

É um alimento que tem um teor bastante elevado de gordura. Por esta razão não deve ser usado como o único alimento, mas como um complemento ou como um paliativo por alguns dias na ausência de náuplios de artêmia ou infusórios.

Aconselha-se a mexer a cultura todo dia para a liberação dos gases resultantes do efeito da fermentação.

Não exponha a cultura à luz, pois os microvermes são atraidos pela luz.

Para dar uma levantada na cultura nada melhor do que algumas gotas de vitagold (polivitamínico para pássaros) ou fatias de pão integral. E é claro, principalmente no inverno, controlar a temperatura. Existem outras opções de acréscimos ao cultivo de microvermes tais como spirulina, levedura de cerveja, etc.

É recomendado o uso de recipiente com boa vedação, evitando assim que outros predadores ataquem a cultura. Potes de sorvete são uma excelente opção. Não é necessário realizar furos no recipiente, basta que a cultura tenha manutenção contínua.

Para conservar um start de uma cultura por bastante tempo, guarde um pouco de uma cultura nova em um pequeno recipiente (pote de remédio, por exemplo), bem vedado inclusive contra a iluminação, na parte interna da porta de geladeira.

 

Foto

Microvermes de Aveia

 

Vídeos

Cultura de microvermes

 

Cultura de microvermes na farinha de milho (fubá)

 

Sugestão de leitura

 

Referências

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: