Início > Notícias > AQUORIO participa de debate na TV ALERJ

AQUORIO participa de debate na TV ALERJ

No dia 09 de setembro 2011 a TV ALERJ realizou, nos seus estúdios, um debate sobre a aqüicultura, com a participação dos seguintes convidados: Deputado Felipe Peixoto, Secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca, Prof. Dr. Maulori Cabral, professor de virologia do Instituto de Microbiologia da Universidade Federal do Rio (UFRJ) e o Biólogo Wilson Vianna, presidente da AQUORIO.

aquorio-tvalerj1.jpg

Sentados: Professor Maulori Cabral, Wilson Vianna e deputado Felipe Peixoto

O debate situou-se, principalmente na necessidade de implantação de normas para fomentar o desenvolvimento da aqüicultura, seja ela de corte ou ornamental.

O cultivo peixes, algas e outros organismos dulcícolas e marinhos ornamentais foram explorados no debate evidenciando-se as dificuldades na exportação, importação e transporte. Wilson Vianna citou como exemplo o peixe galo (Selene volmer), cujo preço para o pescador vale em média R$ 2,00 o quilo, enquanto um exemplar juvenil, pesando menos de 50 gramas, é pago pelo exportador aproximadamente US$4,00. Muito embora seja do conhecimento das entidades regulamentadoras que os alevinos e juvenis são mortos aos milhares, quando pegos na rede do pescador, a cota liberada para exportação corresponde apenas a 1.000 unidades, por ano, por empresa.

aquorio-tvalerj2.jpg

AQUORIO participa de debate na TV ALERJ

Wilson Vianna falou sobre as nossas espécies nativas que são exportadas para países como Japão, China, Estados Unidos e outros e lá são melhoradas geneticamente e depois importadas por nós, por preços muito superiores. Citou como exemplo espécimes de discos nativos, exportados por menos de R$ 20,00 e que retornam modificados chegando a custar até R$1.000,00. Ressaltou como descaso, a situação do nosso Hipancistrus Zebra, um Loricariidae, que habita o Rio Xingú, na região de Belo Monte e que esta preste a ser extinto em face da construção da Hidroelétrica. A criação deste animal e proibida no Brasil, por força da legislação, no entanto, ele é reproduzido no exterior e recentemente tivemos a notícia que está sendo comercializado na Alemanha pela incrível cifra de 2.290 euros.

O presidente da AQUORIO falou das condições propícias do nosso clima, para a criação de peixes ornamentais, ressaltando que nosso país tem condições de ser o maior produtor e exportador e diante das câmeras apelou às autoridades para que socorram urgentemente a aquicultura ornamental, em face às exigências inadequadas, impossíveis de serem cumpridas pelos aquicultores.

O secretário Felipe Peixoto falou da sua admiração pelos peixes ornamentais e que, doravante vai manter contato com a AQUORIO para conhecer a atividade, suas dificuldades e o que pode ser feito para melhorar às condições dos produtores e propiciar o seu desenvolvimento.

Tags:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: