Início > Notícias > ALERJ faz documentário sobre aquicultores ornamentais do Rio de Janeiro

ALERJ faz documentário sobre aquicultores ornamentais do Rio de Janeiro

No dia 27 de julho, representantes da Comissão de Aqüicultura e Pesca, da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro e da TV ALERJ, Coordenados por Ronaldo Paes Leme, visitaram vários produtores de peixes Ornamentais do Estado do Rio de Janeiro, assessorados pelos Biólogos Wilson Vianna e José Carlos Motta, membros da AQUORIO &CEA.

alerj1

Alex Ribeiro, Jesus Almeida, Jose Motta, Iara Cruz, Ronaldo Paes Leme, Walter Almeida e Wilson Vianna

1 – OBJETIVOS – A finalidade da visitação é a produção de um documentário, no qual serão demonstradas as dificuldades existentes na cadeia produtiva de peixes ornamentais, no Estado do Rio de Janeiro, objetivando conscientizar as autoridades regulamentadoras da necessidade de legalização e de incentivo ao segmento, que em face das condições propícias, de água e clima, poderá se expandir e gerar mão de obra e inclusão social.

2 – A INTERAÇÃO COM OS PRODUTORES – A comitiva saiu do Rio de janeiro, por volta das 10h: 00m e chegou à cidade de Magé, aproximadamente às 11h: 00m.

No Município de Santo Aleixo, visitou a piscicultura São Sebastião, que se dedica à criação de espécies exóticas, como por exemplo: Espadas, Platy, Molinésia, Acará Bandeira, Iryatherina, Peixe vidro, Colisa, Ramirezi, japonês, etc, num sistema bastante artesanal de tanques escavados no chão. Naquele local a repórter da TV ALERJ, Iara Cruz, entrevistou os aquicultores, responsáveis pela produção: Jesus de Almeida e Walter de Almeida.

Eles falaram sobre as dificuldades que estão sofrendo para exercerem a atividade e o receio de um impedimento por não conseguirem atender as complexas exigências da legislação vigente; “Só pedimos que nos deixem trabalhar e nos orientem de como fazê-lo dentro da lei, pois é daqui que tiramos o sustento para nossas famílias”, falaram os aquicultores.

alerj2

Aquicultores entrevistados na piscicultura São Sebastião

A segunda visita foi à piscicultura Santo Aleixo, localizada no Bairro de Jardim Esmeralda, na qual há um pouco mais de técnica na produção, onde os tanques são de concreto armado e as reproduções são feitas em estufas. Especializados na produção das espécies exóticas Bettas e Guppies e na espécie nativa Acará Bandeira, a piscicultura emprega quatro empregados e produz mais de dez mil exemplares por mês. Neste local a repórter Iara Cruz conversou diretamente com um dos proprietários o Sr. Sandro Euriques e também com o responsável pelo desenvolvimento dos peixes nos tanques, o aquicultor Marcos Marchon. Mais uma vez as dificuldades e receios foram comentados e solicitado auxilio a Comissão de aqüicultura e Pesca da ALERJ.

alerj3

Aquicultor entrevistado na piscicultura Santo Aleixo

A terceira visita foi à Piscicultura Mario Porto, localizada no Município de Cachoeira de Macacu, a maior do Estado do estado do Rio de Janeiro. Neste local são produzidas várias espécies exóticas, entre elas Kinguios, Carpas, Botias, Labios, Algae Eaters e o Acará disco, este último nativo do alto Rio Negro.

O estabelecimento é de propriedade do engenheiro de Pesca Mario Porto, membro da diretoria da AQUORIO, que infelizmente não estava presente. A repórter da TV ALERJ entrevistou os empregados responsáveis William e Chandi que passaram todas as informações pertinentes a atividade.

alerj4

O assessor Ronaldo P. Leme, a repórter Iara Cruz e o aquicultor William

3 – A INTERAÇÃO COM DISTRIBUIDOR DE PEIXES ORNAMMENTAIS – O assessor Ronaldo Paes Leme pode interagir também com o Aquicultor Vinicius Guimarães, titular de empresa de distribuição de peixes ornamentais. Vinicius falou ao Assessor da sua preocupação com os produtores, informando que tudo que os afeta, repercuti diretamente na sua atividade que depende dos peixes criados pelos produtores.

O distribuidor enfatizou, também, quanto ás dificuldades para o transporte de peixes ornamentais, principalmente para fora do estado, cuja burocracia ambiental torna muitas vezes a transação inviável.

Vinicius também solicitou o apoio da Comissão da Aquicultura e Pesca da ALERJ,

4 – ASSESSOR CONVERSA COM AQUICULTOR QUE FOI PRESO.

Na oportunidade, Ronaldo conversou com o aquicultor Edgar, que se dedica a pesca de peixes ornamentais. O pescador mostrou a sua carteira emitida pelo MPA, dentro da validade e falou que foi preso pelo pessoal do IBAMA, por estar em local onde a pesca não é permitida.

alerj5

O assessor Ronaldo Paes Leme com Edgar ao centro e Vinicius à direita

O humilde pescador falou que precisa sustentar a sua família, mas está com muito medo. Ele informou que não tem conhecimento dos locais e nem das espécies, cuja captura é permitida por lei, porque as normas que as disciplinam estão na internet e ele não tem computador.

5 – UMA CARTILHA INFORMATIVA – Wilson Vianna sugeriu ao Assessor Ronaldo avaliar a viabilidade da elaboração de uma cartilha, onde seriam relacionadas às informações que os aquicultores precisam saber, inclusive sobre as espécies cuja coleta e comercialização são permitidas ou proibidas, com as suas respectivas fotos, pois até lojistas já foram multados por não saberem identificá-las corretamente.

4 – VEICULAÇÃO DO DOCUMENTÁRIO – Segundo informações do assessor o documentário será transmitido pela TV ALERJ, nos canais da NET, abaixo relacionados, dentro em breve, quando informaremos a todos. Serão também produzidos DVDs que serão disponibilizados para as autoridades envolvidas, no sentido de sensibilizá-las quanto à necessidade de maior atenção à aqüicultura ornamental.

alerj6

Canais da TV ALERJ (NET)

Texto e fotos de Wilson Vianna.

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: